quinta-feira, 15 de outubro de 2009

[.significados do verbo.]


[.eu sempre vi as flores crescerem no silêncio, mesmo as mais bonita são centro de um jardim.
.nunca as vi gritar de sede, nunca as vi chorar de dor, nem me lembro de olharem para mim e culparem Deus pela sua aparente solidão.
.eu gostava de não ser diferente delas, mas não consigo!...
.gostava de tera mesma graciosidadede todas as flores deste mundo.
.talvez assim eu desse mais valor à terra que piso e ao ar que respiro, e não me custasse tanto esse amorde morrer por um sorriso de alguém.]

Um comentário:

:: t.vieiros disse...

:: e ainda bem que, mesmo preterindo sua beleza, não vivemos na solidão, nem tampouco aguardando que morramos em nós mesmos, sem ninguém por perto, sem nada ao alcance. e, mais tarde, a rosa quando em companhia, perecerá sua beleza, num buquê cuidadosamente arrumado pra presente!
:: é, amiga, tem gente que nos faz querer ser uma rosa. vale a pena não! o mundo está cheio de boas oportunidades ao redor. sacou? beijão!